fbpx
ArtigosEm Destaque

A Economia da Confiança: Superando Obstáculos para Melhorar a Segurança da IoT para o Consumidor

Por Ceren Ünal
Gerente Regional de Políticas − Europa

Em 2018, a Internet Society lançou a campanha Trust by Design (ou Confiança por Design, veja mais aqui), para garantir que os recursos de segurança e privacidade fossem incorporados aos produtos da Internet das Coisas (IoT). Focamos nossas atividades na IoT voltada ao consumidor, um segmento particularmente vulnerável, apesar de ter a maior participação no mercado da IoT. Acreditamos que a confiança deve ser um padrão e, por isso, trabalhamos com fabricantes e fornecedores para garantir que a privacidade e a segurança sejam incluídas na fase inicial dos projetos durante todo o ciclo de vida dos produtos, conforme descrito no OTA IoT Trust Framework (ou Estrutura de Confiança de Segurança e Privacidade da IoT, veja mais aqui). Nosso trabalho não para por aí, pois essa meta só poderá ser atingida quando os consumidores impulsionarem a demanda por recursos de segurança e privacidade como um diferenciador de mercado, e os formuladores de políticas criarem um ambiente político que fortaleça a confiança e possibilite a inovação.

Os dispositivos e serviços da IoT voltadas ao consumidor sem segurança adequada representam uma ampla gama de riscos, desde ameaças diretas à segurança e privacidade de seus proprietários, até os próprios dispositivos transformando-se em redes de robôs, que poderão iniciar ataques DDoS contra a Internet. À medida que cada vez mais dispositivos conectados, com pouca segurança, forem levados ao mercado, devido à competição e às preocupações com custos, a falta de confiança estará profundamente enraizada na economia. Para entender melhor os aspectos econômicos da segurança da IoT voltada ao consumidor, encomendamos um estudo independente conduzido pela Plum Consulting, que temos o prazer de compartilhar com você.

A economia da segurança dos produtos e serviços da IoT para o consumidor” analisa o mercado da IoT voltado ao consumidor e o atual estado de segurança (ou a falta dele), além de apontar os principais obstáculos econômicos para uma melhor segurança. Os consumidores muitas vezes não têm informações suficientes para identificar produtos com pouca segurança. Isso faz o investimento em segurança não ser visto como um diferencial competitivo para os fabricantes. Além disso, como o custo das violações de segurança recai sobre o proprietário do dispositivo ou sobre terceiros, e não sobre o fabricante, há pouco incentivo para os fabricantes investirem em segurança. Finalmente, a segurança efetiva por design requer habilidades especializadas, pode retardar o processo e pode custar mais. Devido a esses fatores, combinados com vieses cognitivos dos consumidores, os fabricantes tendem a priorizar a redução de custos e o envio rápido de produtos de IoT para o mercado.

Mas todos, de consumidores a formuladores de políticas, podem tomar medidas para incentivar os fabricantes e mudar a demanda do mercado por produtos com IoT mais seguros. Esta segurança varia de acordo com custos e dificuldades e vem com vantagens e desvantagens próprias. O relatório fornece uma taxonomia e apresenta recomendações para a indústria e os formuladores de políticas melhorarem a segurança da IoT para o consumidor, incluindo priorizar a educação do consumidor, alavancar procedimentos de aquisição pública para produtos com grande segurança, incentivar divulgações de vulnerabilidades, desenvolver uma marca de confiança (como um selo de garantia) para dispositivos seguros de IoT voltados ao consumidor, processar alegações enganosas sobre segurança e prescrever um conjunto geral de princípios de segurança. Os requisitos de segurança obrigatórios por meio de regulamentação são considerados um último recurso, e somente se todas as outras iniciativas não melhorarem a segurança no mercado da IoT para o consumidor.

A melhoria da segurança para o consumidor de produtos com IoT exige ações de um grupo diversificado de partes interessadas e suas ações se complementam. O complexo ecossistema da IoT é tão forte quanto seu elo mais fraco − e uma abordagem colaborativa à segurança é essencial para o sucesso. Apenas trabalhando em conjunto poderemos tornar mais segura a IoT para o consumidor. A economia também diz isso.

Associado da ABINC tem como benefícios:

+ Preços promocionais nos eventos da associação;

+ Ter acesso às demandas e necessidades de IOT do mercado (empresas e governo);

+ Networking com todo o ecossistema de IOT ABINC;

+ Ter seus casos de sucesso em IOT divulgados para todo o mercado.

Quanto maior for a nossa comunidade, mais forte e representativo será o nosso setor. Participe!

Clique aqui e saiba mais.

Isenção de responsabilidade: Os pontos de vista expressos neste post são de responsabilidade do autor e podem ou não refletir as posições oficiais da Internet Society.

Fonte: Internet Society

Artigo traduzido e compartilhado sob licença:

Creative Commons License

Tags
Mais