fbpx
Início Artigos A Inteligência Artificial das Coisas (AIoT)

A Inteligência Artificial das Coisas (AIoT)

Por Marcus Vinicius Rocha
0 comentário

A internet das coisas (IoT) como conhecemos logo não será mais a mesma, e nem mesmo especialistas no assunto se arriscam em desenhar como será o ecossistema daqui a 10 anos. Na transformação digital da indústria e dos negócios a IoT sempre esteve agregada a outras tecnologias da chamada 4ª revolução industrial, mas é com a inteligência artificial (IA) que um novo conceito começa a ganhar força.

Com a combinação do ecossistema para transmissão de dados entre dispositivos e a tecnologia para análise destas informações de forma independente surge o conceito de Inteligência Artificial das Coisas (AIoT). Na IoT diversos dispositivos coletam dados e criam uma rede de transmissão de informações críticas para administradores. Já na AIoT os dados são processados por recursos que analisam os padrões para fornecer apenas as informações precisas para a tomada de decisão. Ela pode até mesmo tomar as decisões necessárias sem o envolvimento humano.

A inteligência artificial utiliza algoritmos para analisar dados e recursos como aprendizado de máquina para automatizar os processos sem intervenção manual. Quando incorporado com IoT a IA ganha conectividade e capacidade para troca de dados. A inteligência artificial das coisas torna as decisões mais rápidas e acertadas melhorando a interações M2M.

Há diversa aplicabilidades para a AIoT e sua usabilidade não se resume apenas à indústria. Eletrodomésticos inteligentes já estão disponíveis no mercado como a geladeira da Samsung, que identifica quais os ingredientes estão na geladeira e sugere receitas com eles. O objetivo do dispositivo é evitar o desperdício de alimentos, disponibilizando as informações para os smartphones dos usuários que podem conferir o que tem na geladeira antes de fazer as compras.

A área de segurança também está evoluindo graças à tecnologia. Câmeras de segurança estão utilizando IA para identificar pessoas e até mesmo para prever crimes. Uma gigante em soluções de videomonitoramento criou uma câmera capaz de identificar pessoas, animais, objetos, cores, emoções, vestimentas e placas de carro. Com a ajuda do aprendizado de máquina as câmeras analisam o comportamento das pessoas e envia um sinal para as autoridades de segurança quando detectam um comportamento suspeito.

Em 2019 o Walmart anunciou que estava utilizando câmeras habilitadas para IA em mais de mil lojas nos EUA. Instaladas nos caixas tradicionais de autoatendimento, as câmeras identificam quando ocorre uma atividade incomum, como um produto ser movido para a sacola sem ser registrado. O sistema reconhece o cliente e envia o alerta para a loja caso o produto não seja escaneado.

Carros autônomos também se beneficiam da tecnologia. Os veículos precisam processar um grande volume de dados para prever de maneira antecipada a forma mais segura para seguir a viagem. Uma nova geração de dispositivos inteligentes estarão mais presentes em nosso dia a dia, elevando a possibilidade de soluções com base em IoT.

Com informações: Cuelogic

Você também pode gostar desses...

Deixe um comentário

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Ao clicar em "Aceito", você concorda com o nosso uso dos cookies e tecnologias similares. Aceito Leia Mais

Política de Privacidade e Cookies