ABINC e Pecege MBA USP Esalq firmam parceria para desenvolver a IoT no Brasil

Objetivo é prover acesso e conexões entre a iniciativa privada, órgãos públicos e regulamentadores, com os ambientes universitários de pesquisa e desenvolvimento tecnológico e de gestão

Em busca de disseminar o conceito da IoT – Internet das Coisas – no Brasil, a ABINC, Associação Brasileira de Internet das Coisas, junto ao Programa de Educação Continuada em Economia e Gestão de Empresas –  Pecege, instituto organizador do MBA USP ESALQ da Universidade de São Paulo, anunciam parceria para 2021. A proposta é que a iniciativa privada se aproxime das universidades e centro de pesquisas para que haja um vínculo cada vez mais sólido e fundamental para o crescimento do setor e da economia como um todo.

A parceria é um passo muito importante para estreitar as fontes de conhecimento da Universidades e os Institutos de Pesquisa e a iniciativa privada no sentido de desenvolver a IoT no Brasil. No ponto de vista ecossistema digital, essas parcerias são fundamentais, pois é possível trazer o que está sendo desenvolvido em termos de pesquisas e projetos. Tanto do lado acadêmico para a iniciativa privada, como também é possível levar demandas da privada para o mundo acadêmico, fazendo com que os esforços nas universidades acabem cada vez mais sendo direcionados para o mercado.

Grande parte da iniciativa aconteceu por conta do Alexandre Vargha, Presidente do Comitê Auto e Mobilidade da ABINC, sob a liderança do Presidente Paulo Spaccaquerche. “Isso demonstra que a ABINC está preocupada com a formação de profissionais com o mesmo peso desta respeitada instituição de ensino reconhecida internacionalmente. Acredito que, podemos esperar uma troca enriquecedora entre os principais envolvidos e, veremos os resultados no desenvolvimento de projetos do Plano Nacional de IoT para fortalecer o Brasil nesse mercado global e competitivo de IoT” – Dalton Oliveira, Conselheiro Consultivo da ABINC e Consultor Global em Transformação Digital e Inovação da Wardston Consulting.

“Isso é a forma de valorizar as instituições de ensino com elementos críticos e fundamentais para complementar todos os esforços de pesquisa e desenvolvimento. Com isso, nós acreditamos que da forma que acontece nos países desenvolvidos, inclusive onde a infraestrutura de IoT é mais estruturada, quando se juntam conectando a todo o ecossistema IoT de forma organizada e colaborativa rumo ao Digital Twin às instituições privadas, o governo e os órgãos regulamentadores com as fontes de conhecimento e as universidades, conseguimos trazer um horizonte com bons resultados no médio e longo prazo. Porque você fortalece todos os elos da cadeia e eleva o conceito da cadeia de valor através da digitalização”, explica Alexandre Vargha – Líder do Comitê Auto e Mobilidade da ABINC.

“Acreditamos que a inter-relação entre fundamentos estatísticos e de analytics, programação e usufruto de softwares, e processos de gestão para a tomada de decisão, levam à melhor formação de Cientista de Dados. O desbalanceamento entre estes três pilares fundamentais torna o processo incompleto, e é justamente a partir desta lógica que foi estruturada a grade do MBA em Data Science e Analytics”, ressalta o Profº Luiz Paulo Fávero, Professor Titular da USP e coordenador do MBA USP Esalq em Data Science e Analytics.

Para o início já está alinhado a realização de webinars sobre Data Science e Analytics, desconto de 5% de desconto adicional (MBA em Data Science e Analytics – online) para associados ABINC que participarem dos webinars e que realizarem a inscrição em determinada data e bolsas MBA USP ESALQ (100% de desconto) por ano para a ABINC. Além disso, a proposta ainda é criar frentes de intercâmbio entre as empresas e a Universidade para desenvolvimento de trabalhos específicos. Promover ações conjuntas para estruturação de novas frentes. E por fim, principalmente, estreitar os laços para discutir sobre o futuro da integração Universidade-Mercado no médio-longo prazo.

Sobre a ABINC

A ABINC, Associação Brasileira de Internet das Coisas, foi fundada em dezembro de 2015 como uma organização sem fins lucrativos, por executivos e empreendedores do mercado de TI e Telecom. A ideia nasceu da necessidade de se criar uma entidade que fosse legítima e representativa, de âmbito nacional, e que permitisse a atuação em todas as frentes do setor de Internet das Coisas. A ABINC tem como objetivo incentivar a troca de informações e fomentar a atividade comercial entre associados; promover atividade de pesquisa e desenvolvimento; atuar junto às autoridades governamentais envolvidas no âmbito da Internet das Coisas e representar e fazer as parcerias internacionais com entidades do setor.

Para mais informações, entrevistas e/ou ajuda com pautas sobre IoT, entre em contato:

Assessoria de Imprensa – Motim.cc
Paulinha Deodato – [email protected] (11) 98414-3845
Luís de Magalhães – [email protected] – (11) 95292-8049

 

 

 

 

 

 

 

 

LoRaWAN® Roaming agora disponível em mais de 25 países

Fremont, CA – 26 de Janeiro de 2021 − A LoRa Alliance®, a associação global de empresas que apoiam o padrão aberto LoRaWAN® para redes de longa distância de baixa potência (LPWANs) da Internet das Coisas (IoT), anunciou hoje que várias operadoras de rede implantaram plataformas com capacidade de roaming, com recursos de roaming LoRaWAN completos agora disponíveis em 27 países ao redor do mundo, bem como via satélite. Vários clientes em todo o mundo já estão aproveitando os serviços de roaming fornecidos por operadoras de redes públicas LoRaWAN.

“A LoRa Alliance continua a conduzir uma estratégia de tornar a LoRaWAN amplamente acessível e fácil de usar”, disse Donna Moore, CEO e presidente da LoRa Alliance. “No final de 2020, tínhamos redes LoRaWAN públicas e privadas ativas em mais de 160 países em todo o mundo. Também sabemos que a verdadeira cobertura global é alcançada mais rapidamente pela interconexão de redes e permitindo que os dispositivos se movam perfeitamente entre elas − especialmente para aplicativos de logística e rastreamento. Muitas das maiores marcas globais apoiaram essa abordagem implementando o roaming LoRaWAN em suas redes, tornando a LoRaWAN mais acessível do que nunca”.

Atualizações recentes para a especificação técnica de interfaces de backend TS002-1.1.0 LoRaWAN concluídas no quarto trimestre de 2020 aumentam a facilidade de uso para implementações de roaming e adicionam suporte aos recursos de geolocalização LoRaWAN para dispositivos em roaming. O roaming LoRaWAN cobre ativos móveis e fixos de clientes multinacionais cujos dispositivos aproveitam a cobertura de rádio de parceiros de roaming em vários países. Além do peering de rede pública-para-pública, os recursos de roaming da LoRaWAN também oferecem suporte para peering de rede pública-para-privada e privada-para-privada. O protocolo LoRaWAN também oferece um recurso único, pelo qual um determinado dispositivo pode ser servido simultaneamente por vários gateways que podem pertencer à casa e a uma ou mais redes visitadas. Do ponto de vista da funcionalidade, isso permite que vários gateways de rede atuem como um, com cobertura unificada servindo o dispositivo.

Para apoiar ainda mais o roaming, a LoRa Alliance lançou a iniciativa Connect UE para acelerar o roaming na Europa, com a participação de outras regiões. A iniciativa apoia e incentiva a colaboração entre todos os membros da LoRa Alliance interessados em aproveitar o roaming LoRaWAN. Esse esforço, junto com os aprimoramentos da especificação de backend LoRaWAN, mostra o compromisso da aliança com a melhoria contínua dessa capacidade e garante o envolvimento ativo dos membros em redes e hubs de roaming.

A capacidade de roaming LoRaWAN está atualmente disponível nos seguintes membros da LoRa Alliance nestes países:

  • 3S na Tunísia
  • A2A na Itália
  • Charter Communications nos Estados Unidos
  • Connexin no Reino Unido
  • Czech Republic (Ceske Radiokomunikace, a.s.) na República Tcheca
  • ER-Telecom-Domru na Rússia
  • Everynet e seus parceiros no Brasil (American Tower do Brasil), Indonésia (Telkom Indonesia), Islândia (Lysir), Reino Unido, Irlanda, Espanha, Itália, Porto Rico e México
  • Digita Oy na Finlândia
  • komro GmbH na Alemanha
  • KPN na Holanda
  • Lyse na Noruega
  • Minol-ZENNER Group na Alemanha
  • MIOT Melita.io Technology GmbH na Alemanha
  • Netmore na Suécia
  • NNNCo na Austrália
  • Objenious by Bouygues Telecom na França
  • Orange na França (o Roaming atualmente limitado a um único parceiro, será estendido ao mercado francês no H2 2021)
  • Pingday na Suécia
  • Proximus PLC na Bélgica e Luxemburgo
  • Senet nos Estados Unidos
  • SenRa na Índia
  • Swisscom Ltd na Suíça
  • Telekom Srbija na Sérvia
  • VTC Digicom no Vietnã
  • Actility Roaming Hub (interconectando 20 redes para roaming)
  • Lacuna Space (LoRaWAN satellite company)

Além de poder acessar o roaming LoRaWAN por meio de acordos com operadoras de rede, vários membros da LoRa Alliance lançaram hubs de roaming que podem mutualizar interconexões de várias redes. Os hubs tornam mais fácil para os provedores de rede se conectarem a vários fornecedores ao mesmo tempo. Finalmente, o roaming já está acessível através do provedor de rede de satélite Lacuna Space permitindo a integração de redes terrestres e de satélite, fornecendo cobertura para áreas remotas.

Sobre a LoRa Alliance

A LoRa Alliance® é uma associação aberta sem fins lucrativos que se tornou uma das alianças maiores e de crescimento mais rápido no setor de tecnologia desde o seu início em 2015. Seus membros colaboram estreitamente e compartilham experiência para desenvolver e promover o padrão LoRaWAN®, que é o padrão global de fato para conectividade IoT LPWAN segura e de nível de operadora. A LoRaWAN tem flexibilidade técnica para atender a uma ampla gama de aplicativos IoT, tanto estáticos quanto móveis, e um programa de certificação LoRaWAN robusto para garantir que os dispositivos funcionem conforme especificado. Implantado por 150 grandes operadoras de rede móvel globalmente, a conectividade LoRaWAN está disponível em mais de 160 países, com expansão contínua. Mais informações: http://lora-alliance.org/

LoRa Alliance® e LoRaWAN® são marcas registradas usadas com permissão.

A ABINC é membro da LoRa Alliance.

Sobre a Everynet

A líder global em host neutro e conectividade IoT de custo ultrabaixo.

A Everynet é uma operadora de rede LoRaWAN global e fornece redes de nível de operadora na Ásia, Europa, Oriente Médio e África e nas Américas. O modelo de rede de host neutro da Everynet permite que operadoras de rede móvel, MVNOs e MSPs globais ofereçam IoT de custo ultrabaixo imediatamente e lucrativamente com CAPEX inicial ZERO. A Everynet torna a IoT acessível em qualquer setor para permitir soluções de nível empresarial e é implantada usando a tecnologia LoRaWAN, o padrão aberto adotado globalmente para conectividade IoT.

Para obter mais informações, visite www.everynet.com

Fonte: LoRa Alliance

 

 

ABINC e Master: parceria que beneficia empresas de tecnologia

A ABINC (Associação Brasileira de Internet das Coisas) e a Master Certificações (OCD – Organismo Designado pela Anatel para a certificação de produtos) firmam parceria que impacta positivamente a vida de seus parceiros e associados.

Para você que está sempre antenado e continua se atualizando, trazendo e adquirindo cada vez mais novidades e inovações para o mercado de IoT (Internet das Coisas), existem inúmeros produtos e equipamentos que têm chegado ao mercado brasileiro com os mais variados propósitos. Uma infinidade de aparelhos e engenhocas que visam o bem-estar, o conforto e a segurança das pessoas, de seus lares e familiares.

O que talvez você não saiba é que esses produtos precisam estar em conformidade com a legislação brasileira. Neste caso, especificamente com a regulamentação técnica emitida pela Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações).

O objetivo da regulamentação técnica para estes tipos de equipamentos é garantir que o produto seja seguro para o uso, não trazendo nenhum risco à saúde física das famílias brasileiras. Para isso, é necessário que esses equipamentos não gerem nenhuma interferência em outros equipamentos que têm funções muito importantes no nosso dia a dia como, por exemplo, os telefones celulares ou dispositivos wireless, além de não comprometerem o bom desempenho de outros equipamentos que podem até garantir a vida humana e o funcionamento de órgãos que garantem a segurança nacional e podem causar tragédias caso seja comprometidas: veículos de comunicação, aeroportos e até equipamentos hospitalares.

É função da Anatel acompanhar a evolução das tecnologias existentes no mercado mundial, que num curtíssimo espaço de tempo tornam-se disponíveis no Brasil, de forma que tanto os usuários quanto o espectro radioelétrico estejam protegidos.

Certificação da Anatel atribui mais aceitação dos equipamentos no mercado

Regulamentação técnica visa garantir segurança

Desde o ano 2000, através da Resolução 242 (Atual resolução 715), a legislação estabelece que os ensaios em tais produtos sejam realizados no Brasil, em laboratórios aprovados pelo Inmetro/ CGCRE, de acordo com as normas técnicas elaboradas pela Anatel. Os ensaios incluem testes de Rádio Frequência e, em alguns casos, segurança elétrica e compatibilidade eletromagnética.

A regulamentação da Anatel existe desde 2004 para equipamentos deste tipo, porém, na ocasião não havia no mercado equipamentos tão evoluídos e com tamanha tecnologia como os de hoje. As normas passaram por diversas alterações nos últimos anos, incorporando novos tipos de produtos e tecnologias incorporadas.

Uma vez que os ensaios sejam realizados de acordo com as regras estabelecidas pela Anatel, é necessário que o produto passe por uma avaliação técnica cuja responsabilidade cabe a uma entidade chamada de OCD – Organismo de Certificação Designado, instituição técnica legalmente constituída que, por delegação da Anatel, conduz processos de avaliação da conformidade de produtos para telecomunicações, no âmbito da certificação compulsória, e expede os certificados de conformidade correspondentes.

Somente após haver a homologação da Anatel é que o produto poderá ser comercializado no país, portando a identificação da sua homologação também conhecida como selo Anatel. Produtos que possuem este selo atestam que os produtos são seguros para as famílias e para outros equipamentos. Por outro lado, produtos que não possuem a aprovação da Anatel podem representar um risco à saúde de todos.

Atualmente, vários outros segmentos (cidades inteligentes, Smart Home, Games, Esportes, Internet das Coisas – loT, Agronegócios, além do mercado pet) incorporaram a tecnologia sem fio (3G, 4G, LoRa, Wi-Fi, Bluetooth, RFID e NFC, entre outros) em seus produtos, o que exige obter a aprovação e a respectiva afixação do código de homologação da Anatel no produto para fins de comercialização no país.

Na compra do seu produto, exija o selo de homologação da Anatel e a nota fiscal. O selo normalmente está localizado no corpo do aparelho, ou no manual. Ele apresenta o logotipo da Anatel e o número da certificação.

Esse selo indica que o produto foi certificado pela Anatel, ou seja, foi testado e atende a requisitos básicos de qualidade, segurança e faixas de frequência.

A regra é que todo produto em uso no Brasil, que opere com comunicação wireless, deve ser homologado pela Anatel. O selo também deve aparecer em outros equipamentos que utilizam radiofrequência, como telefones sem fio, modem, rastreadores, babás eletrônicas, notebooks, microfones sem fio, mouse sem fio, etc.

Futurecom Digital Week conectará pessoas, negócios e tecnologias em uma semana voltada à inovação

Evento virtual e totalmente gratuito será realizado de 26 a 30 de outubro

5G, Infraestrutura e Conectividade, IoT, Edge Computing, Inteligência Artificial e Data Analytics serão temas da maior plataforma de transformação digital

De 26 a 30 de outubro, a inovação vai dominar o cenário virtual com uma semana dedicada a conectar pessoas, negócios e tecnologias, no maior ecossistema de transformação digital do setor. Totalmente adaptada à nova realidade mundial, a Futurecom [email protected] Week trará uma programação especial, por meio do FUTURECOM XPERIENCE, única plataforma do mercado que reúne, em um mesmo ambiente, os principais pilares que fazem de um evento físico o mais eficiente meio de geração de oportunidades com 60 horas de conteúdo gratuito, experiência e muito networking para os mais variados segmentos da economia.

A programação completa vai trazer debates aprofundados sobre Infraestrutura e Conectividade, com estudos de casos; 5G, Software Defined Networking (SDN) e Network Functions Virtualization (NFV); Internet das Coisas (IoT), Edge Computing; Inteligência Artificial e Data Analytics; e ISP´s e Redes Neutras. Tudo isso, com uma grade extensa e diária com webinars, podcasts e meetups, white paper, e-books e uma infinidade de conteúdo.

Os painéis “A Essencialidade da Infraestrutura e Políticas Públicas na Implementação Eficiente do 5G”, “5G Interconectando Tecnologias e Serviços, Transformando Negócios”, “Um Mar de Possibilidades: Uso Combinado de IoT, Big Data e Inteligência Artificial Impulsionando Novos Modelos de Negócios”, “A Crescente Demanda por Conectividade e seu Impacto na Infraestrutura e Qualidade de Entrega”, “IA ‘as a service’: Destravando o Potencial de Inovação de Pequenas e Médias Empresas”, entre outros temas relevantes,  contarão com convidados de representantes do Governo e executivos C-Levels de operadoras e de players do mercado para darem luz aos assuntos mais aguardados pela sociedade e pelo mercado corporativo.

“A jornada digital do Futurecom será dinâmica e com uma intensa discussão sobre os temas mais relevantes que estão em evidência nos últimos tempos e também aqueles que dominam o futuro desse ecossistema de negócios do cenário mundial”, destaca Hermano Pinto, diretor do Futurecom.

Lançada recentemente pela Informa Markets, organizadora do Futurecom [email protected] Week, a plataforma XPERIENCE apresenta uma área voltada a conteúdo, na qual a audiência poderá acessar vídeos, como painéis de debate, apresentação de cases e meetups e muito mais. Já o marketplace traz uma vitrine com produtos disponíveis do mercado e uma avançada ferramenta de matchmaking, que permite a compradores e vendedores com interesses comuns de se encontrarem virtualmente de maneira fácil para realizar negócios sem burocracias. Além disso, a plataforma ainda fomentará a realização de networking entre os participantes, por meio de mensagens de texto, chamadas de voz e de vídeo.

E para impulsionar toda essa jornada de negócios, a XPERIENCE contará com a Blue, Inteligência Artificial que conectará compradores a vendedores, indicar os melhores conteúdos para a audiência com base em seus interesses e estimular a rede de relacionamento de todos os envolvidos nesse sistema digital.

A audiência do portal Futurecom e seus canais digitais têm um alcance de mais de 698 mil page views, com mais de 210 mil visitantes únicos, com sólida participação internacional, além de estar presente, de forma efetiva, em todas as redes sociais.

O Portal do Futurecom tem realizado eventos on-line periodicamente ao longo dos últimos meses e oferece acesso a todo o conteúdo da programação digital já realizada como o  Futurecom Digital Summit, que ocorreu entre junho e julho e atraiu um público de mais de 11 mil pessoas, com participação de internautas de todas as regiões do Brasil e de 22 países. Todos os debates virtuais deste e de outros eventos estão disponíveis no site.

Edição 2021

O Futurecom, maior evento de tecnologia, inovação e transformação digital da América Latina, será realizado, de forma presencial, de 05 a 07 de outubro de 2021

ANOTE EM SUA AGENDA

Futurecom [email protected] Week

Data: de 26 a 30 de outubro

Nosso presidente Paulo José Spaccaquerche participará no dia 27/10 às 15:50 do webinar: Enquanto o 5G não vem: Utilizando a Infraestrutura disponível para atender a Demanda IoT de diferentes Negócios.

Inscrições: https://www.futurecom.com.br/pt/digital-week.html#inscreva-se

Com trajetória de inovação e pioneirismo em streaming de vídeo, RealNetworks consolida solução de Visão Computacional baseada em AI a nível global

São Paulo, Setembro de 2020 Com ampla trajetória e pioneirismo em streaming de vídeo para a Internet, a RealNetworks, empresa global [NASDAQ: RNWK] com sede em Seattle (EUA) e 14 escritórios em todo o mundo, consolida a tecnologia de Visão Computacional, SAFR™ como a melhor do mercado global, mantendo sua liderança em trajetória de inovações em softwares e serviços.

A partir da expertise da companhia em inteligência artificial e deep learning, foi possível criar o SAFR™ (Secure Accurate Facial Recognition), plataforma de reconhecimento facial e visão computacional mais avançada do mundo para inteligência de vídeo ao vivo, com altíssimos níveis de acurácia e rapidez segundo a Universidade de Massachusetts.

Avaliada com excelência pelo NIST (National Institute of Standards and Technology) como a solução mais leve e mais rápida entre as analisadas no Facial Recognition Vendor Test FRVT — o principal laboratório de padrões de medição dos Estados Unidos — o SAFR permite novas aplicações para segurança e higiene, conveniência e análise e, a partir do aprendizado de máquina, está continuamente melhorando a eficiência e precisão.

Pela sua leveza – permitindo altas reduções de hardware (3-5 vezes menos) em relação aos concorrentes – o SAFR™ se destaca também, pelo altíssimo grau de acurácia (99,87%) no reconhecimento de rostos, mesmo em movimento, na denominada categoria: Labeled Faces in the Wild (LFW), com base na referência da Universidade de Massachusetts (EUA). Altamente customizável em termos de aplicações de uso, a plataforma possui alto grau de flexibilidade na integração com a interface de terceiros, assim como a compatibilidade para uso nos principais sistemas do mercado global, como Windows, Android, MacOS e iOs, além de ser capaz de detectar rostos e máscaras com velocidade menor que 100 milissegundos.

Jose Larrucea, Sênior Vice-President de International Sales da RealNetworks (Latam e EMEA), explica ainda que a plataforma atende plenamente às conformidades da GDPR da Europa, que é a base da Lei Geral de Proteção de Dados do Brasil, somadas às políticas de compliance da própria companhia.

Graças a todas essas potencialidades, o SAFR™ oferece suporte a vários casos de uso como acesso seguro, Touchless Authentication que pode substituir o uso de um crachá de identificação, monitoramento com notificações e registros de eventos para análises e outros diversos analíticos. Fornece detecção facial, de máscaras e inclusive, quando necessário, o acompanhamento simultâneo de múltiplos rostos no campo visual de câmera. Cada rosto pode ser analisado seletivamente quanto à idade, sexo, e expressão facial, de forma totalmente anônima, sem gerar uma biometria única para cada rosto”, explica Larrucea.

Melhor custo-benefício e excelência em performance

Ainda de acordo com Larrucea, o SAFR™ funciona com qualquer câmera IP e pode ser executado em computadores de mercado e outros IoTs, tanto com processamento em nuvem, local e híbrido.

Em julho, a RealNetworks lançou o SAFR® Inside, novo componente de processamento na ponta (Edge Processing), habilitado para operar na nova câmera da fabricante mundial Axis, modelo AXIS Q1615 Mk III. Com o lançamento, o SAFR®Inside reduz a largura de banda da rede e as demandas de hardware do servidor, resultando em mais economia nos custos de processamento.

Tomemos o exemplo de uma cadeia de estabelecimentos que implementa o SAFR® para detecção de máscara em algumas câmeras IP tradicionais em dezenas de locais. Instalando câmeras com o SAFR® Inside e emparelhando-as com o SAFR® Cloud, a cadeia de estabelecimentos elimina totalmente a necessidade de servidores locais, resultando em uma drástica redução de custos”, reforça Jose Larrucea.

Para mais informações, visite http://www.safrbrasil.com/inside

Sobre a RealNetworks

Associada da ABINC, a RealNetworks, pioneira em soluções de vídeo, é uma empresa global [NASDAQ: RNWK] com sede em Seattle (EUA), totalizando 14 escritórios no mundo. Fundada em 1994, vem trabalhando nos últimos cinco anos com machine learning e inteligência artificial, criando em 2015 a solução líder de reconhecimento facial, SAFR™.

Sobre a SAFR™

SAFR™ (Secure Accurate Facial Recognition) é a plataforma de reconhecimento facial e visão computacional mais avançada do mundo para inteligência de vídeo ao vivo, com altíssimos níveis de acurácia e rapidez segundo a Universidade de Massachusetts.

Avaliada com excelência pelo NIST (National Institute of Standards and Technology) como a solução mais leve e mais rápida entre as analisadas no Facial Recognition Vendor Test FRVT — o principal laboratório de padrões de medição dos Estados Unidos — o SAFR™ permite novas aplicações para segurança e higiene, conveniência e análise e, a partir do aprendizado de máquina, está continuamente melhorando a eficiência e precisão.

 O SAFR™ permite altas reduções de hardware (3-5 vezes menos) em relação aos concorrentes – e se destaca também, pelo altíssimo grau de acurácia (99,87%) no reconhecimento de rostos, mesmo em movimento, na denominada categoria: Labeled Faces in the Wild (LFW), com base na referência da Universidade de Massachusetts (EUA). Altamente customizável em termos de aplicações de uso, a plataforma possui alto grau de flexibilidade na integração com a interface de terceiros, assim como a compatibilidade para uso nos principais sistemas do mercado global, como Windows, Android, MacOS e iOs, além de ser capaz de detectar rostos e máscaras com velocidade menor que 100 milissegundos.

Baseada em machine learning e inteligência artificial, o SAFR™ tem sido aplicado em projetos de smart and safe cities, transportes, saúde, indústria, educação, aeroportos, varejo, contribuindo com o aumento da segurança, eficiência de processos e na criação indicadores para a rápida tomada de decisão.

Com relação à privacidade, o SAFR usa criptografia AES-256 e HTTPS e está totalmente em conformidade com a GDPR (General Data Protection Regulation), que é a base para a futura lei de proteção de dados no Brasil, LGPD.

Gigante americana TNS inicia operações no Brasil

Depois da aquisição da Link Solutions, líder global em conectividade para meios de pagamento e IoT se preparapara expandir suas atividades na América Latina, a partir da operação no Brasil.

Líder mundial em conectividade para meios de pagamento, a gigante americana TNS anuncia planos de expansão na América Latina a partir de suas operações no mercado brasileiro. No ano passado, a empresa adquiriu a brasileira Link Solutions, especialista em conectividade para ferramentas de internet das coisas, marca que, a partir de agora, deixa de existir, passando a se chamar TNS.

No Brasil, a TNS vai ampliar sua atuação para além dos setores de rastreamento, monitoramento e meios de pagamento, desenvolvendo novas soluções de conectividade para comunicação entre máquinas e telemetria, em todo o território nacional. A partir desta forte presença no mercado brasileiro, a TNS dará início a sua expansão na América Latina, fornecendo conectividade em países como Colômbia, Chile, Argentina, Peru e México.

“A TNS é uma das grandes referências mundiais em serviços de transmissão de dados, especialista em customizar soluções, sempre com o máximo de segurança e transparência nas relações com os Clientes, em total sintonia com o que a Link Solutions tem feito no mercado brasileiro há mais de uma década”, afirma Alexandro de Araújo, CEO da TNS no Brasil. O foco de atuação são pequenas, médias e grandes empresas e instituições dos mais variados segmentos, em áreas como cidades inteligentes, agronegócio, saúde, indústria, varejo e finanças.

“Acreditamos que a América Latina é a uma grande oportunidade de crescimento para a TNS”, afirma Mike Keegan, CEO da TNS. “Decidimos entrar no Brasil ao constatar que o país tem as melhores condições para o desenvolvimento de um mercado vibrante de IoT e conectividade. Além disso, mesmo estando presente em mais de 60 países, a TNS ainda precisa conquistar a América Latina e o Brasil é uma excelente porta de entrada no continente”.

A TNS já conta com cerca de 1,5 milhão de dispositivos conectados no Brasil pela Link Solutions, com um consistente crescimento nos últimos anos, consequente da grande flexibilidade de suas operações, sempre se adaptando às necessidades e características de cada cliente, e sua grande atenção aos rigorosos recursos de segurança de rede ponta a ponta. Sua estreita relação com as melhores operadoras do mercado nacional facilita a customização de projetos, investindo no desenvolvimento de novas tecnologias, com agilidade e flexibilidade. Sua plataforma própria, o LSM, permite gestão online das informações dos chips, como controle de consumo e valores de cobrança.

Sobre a TNS: Líder global em conectividade para transmissão de dados, a TNS oferece amplo portfólio de serviços para gerenciamento de dados máquina a máquina e meios de pagamento. Sua história de 30 anos tem sido dedicada a permitir que milhares de empresas em mais de 60 países tenham melhores condições de expansão e conquista de mercado, em um mundo cada vez mais conectado. A TNS concretizou seu interesse pelo mercado brasileiro em 2019, com a aquisição da Link Solutions, reconhecida referência de conectividade em áreas como rastreamento, monitoramento e segurança, com escritórios nos estados da Paraíba e São Paulo, atendendo clientes em todo o Brasil. www.tnsi.com

TNS Network Operations Center (NOC)Matriz da TNS, Reston, Virginia, EUA
Créditos da foto: Tom Barry/TNS

 

Parceria entre ABINC e Almaroma Tech une soluções tecnológicas, networking e inclusão social

Associados terão acesso facilitado a soluções inovadoras ao mesmo tempo em que contribuem para a diversidade e inclusão de pessoas com deficiência

Para que o Brasil possa se posicionar rapidamente como um player de peso na IoT, é essencial a criação de um ecossistema forte e robusto. De olho nesta missão, a Associação Brasileira de Internet das Coisas (ABINC) firmou uma parceria exclusiva com a Almaroma, empresa fundada em 2018 com o propósito de fomentar a inclusão social e digital em todas as suas unidades de negócios.

Por meio da unidade de negócio Almaroma Tech, canal especializado na venda de soluções tecnológicas, todos os associados terão condições facilitadas para adquirir produtos voltados às tecnologias assistivas, acessibilidade digital, sustentabilidade, transformação digital, inovação, além de soluções em Internet das Coisas (IoT), Machine to Machine (M2M) e meios de pagamento: “Queremos investir no desenvolvimento de tecnologias que facilitem e melhorem a vida das pessoas. Muitos projetos que envolvem inteligência artificial e IoT até então eram de difícil aplicação, mas rapidamente estão se tornando uma realidade, principalmente com os impactos e transformações causados pela pandemia da Covid-19”, destaca Paulo José Spaccaquerche, presidente da ABINC. “Essa parceria traz o subsídio necessário para a continuidade e evolução desses projetos”, afirma.

Além de contribuir com o acesso às soluções, a Almaroma Tech disponibilizará o seu canal de vendas para divulgar os produtos e soluções das empresas associadas à ABINC, que tenham um alinhamento com o propósito da diversidade e inclusão: “Apostamos em um trabalho realizado por meio de parcerias, conexões e troca de experiências para possibilitar um crescimento sustentável e completo, além de estimular projetos do setor de tecnologia”, destaca Maurício Figueiredo, Diretor Geral da Almaroma.

Tecnologia com inclusão

A Almaroma foi criada para fomentar a inclusão de pessoas e famílias em igualdade de oportunidades com compromissos sólidos alinhados com a Agenda 2030 da ONU e seus Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS). Por meio de projetos como o Almaroma Café Inclusivo, +Inclusive e Como Somos, estimula a inclusão pelo empreendedorismo e levam consultoria e capacitações para empresas que buscam fomentar a diversidade e inclusão em seus negócios. Com forte DNA em tecnologia, lançou, em Janeiro de 2020, a Almaroma Tech. A unidade de negócio foi criada para compartilhar as tecnologias com que trabalha para acelerar os resultados de inovação, e tornou-se um canal de vendas das soluções utilizadas para contribuir com o processo de transformação digital das empresas, ao mesmo tempo em que criou uma nova forma para a geração de renda destinada aos projetos de diversidade e inclusão: “Esta é a nossa forma de empreender e gerar impacto social, e acreditamos que o desenvolvimento do setor tecnológico tem muito a contribuir”, finaliza Maurício.

Conheça a CAS Tecnologia, nova associada da ABINC

Soluções avançadas em tempos de constante evolução da gestão operacional em Redes Inteligentes e na indústria 4.0

Nova associada da ABINC, a CAS Tecnologia é uma empresa especializada no desenvolvimento de soluções de redes inteligentes e em serviços de alta complexidade para infraestruturas críticas de tecnologia da informação, no Brasil e no mercado global. Entre suas áreas de atuação, está o desenvolvimento de soluções para o mercado de utilities, com foco em energia, água e gás, desenvolvendo sistemas inteligentes para melhor aplicação e eficiência nos processos operacionais, atuando na coleta, na comunicação, na gestão e na análise de dados de medição. Tem como objetivo principal de seus negócios contribuir para uma maior eficiência e economia em processos, governança e sustentabilidade.

Alguns números em destaque:

  • Receita superior a R$ 51 milhões em 2019.
  • No ranking das 200 maiores empresas de Tecnologia do Brasil de 6 edições da premiação da revista Exame PME.
  • Está entre as melhores fornecedoras do Grupo Energisa e do Grupo EDP.
  • Por 7 anos consecutivos a CAS Tecnologia foi destaque na publicação Anuário Informática Hoje, que reconhece as 200 maiores empresas de Tecnologia do Brasil.
  • 162 Colaboradores.
  • Mais de 200 Clientes no país, bem como na Europa e América Latina.
  • Está presente em 25 das 30 maiores concessionárias de energia elétrica do Brasil.

Distribuição inteligente de energia

Em um cenário onde redução de custos, serviços mais qualificados e processos sustentáveis são cada vez mais fundamentais, a melhor eficiência operacional é objetivo contínuo das concessionárias. Com isso, a CAS Tecnologia conta hoje com produtos e soluções de medição inteligente, automação de processos, gestão e suporte à tomada de decisão. Suas soluções contribuem para a proteção à receita, a maior eficiência operacional, além da geração de valor agregado aos diversos processos de negócio dos seus clientes — entre eles 25 das 30 maiores concessionárias do país. As soluções de Smart Grid são o principal foco da empresa. A Plataforma Hemera, da CAS Tecnologia, gerencia dados de mais de dois milhões de consumidores com suas soluções.

Água: consumo consciente e gestão eficiente

No Brasil, quase 40% da água tratada se perde antes mesmo de chegar à casa do consumidor. O número mostra a necessidade de investimento em tecnologias que permitam uma gestão mais eficiente por parte das concessionárias. Nesse contexto, a CAS Tecnologia possui a primeira solução de Smart Water do mercado, uma rede inteligente de gestão e análise de dados de medição de água, que possibilita a identificação de irregularidades e perdas em tempo real, possibilitando a análise dos dados de distribuição de forma eficiente e inteligente, além da gestão mais eficaz. Atualmente, a CAS Tecnologia atua em projetos- piloto do sistema no Brasil e exterior. Já na área de soluções ao consumidor final, a CAS Tecnologia verificou um aumento de 40% na demanda pela individualização de água nos condomínios — passando de 20 mil pontos em 2013 para mais de 50 mil pontos na região metropolitana de São Paulo em 2018.

IoT e Machine Learning

A CAS Tecnologia está inserida no conceito de indústria 4.0, com soluções desde hardwares com inteligência embarcada e tecnologia de comunicação IoT, passando por integração e conversão de diferentes protocolos entre máquinas e sistemas, até o desenvolvimento de modernas soluções de machine learning.

Atendimento ao mercado corporativo

Além de forte atuação na área de utilities, a companhia provê serviços de tecnologias da informação para empresas nacionais e internacionais de grande porte, como Claro, Itaú, Basf, ThyssenKrupp, Bradesco, Garoto, entre outros.

Colaboradores e Investidores

Tendo como foco principal a retenção de talentos e a busca por profissionais que realmente “vistam a camisa”, a CAS Tecnologia desenvolveu o Employee Ownership. O programa possibilita aos funcionários, independentemente do nível hierárquico, comprar ações da empresa e ter, portanto, participação nos seus resultados. Com o programa, os funcionários ficam mais motivados e se preocupam com o futuro da empresa, contribuindo para um resultado ainda mais efetivo. Hoje, seis em cada dez funcionários são acionistas da CAS Tecnologia. Deste universo, mais de 15% encontram-se na faixa etária dos 18 e 28 anos.

Expansão internacional

A presença internacional da CAS Tecnologia já aponta para a expansão de seus negócios em diversos países, como Austrália, África do Sul, Índia, Chile, Dubai e países da União Europeia.

Para mais informações, acesse: http://www.castecnologia.com.br/

Conectividade para Agricultura 4.0 foi destaque da TecExpert no 24º Dia de Campo Copercampos

Campos Novos, 26 de fevereiro de 2019 – A TecExpert, empresa brasileira inovadora no mercado de telecomunicações e conectividade sem fio, fará o lançamento da solução AgroMobility no 24º Dia de Campo Copercampos, realizado entre 26 e 28 de fevereiro, em Campos Novos (SC). A solução atende aos requisitos da agricultura de precisão, com alta demanda por máquinas autônomas, equipamentos e sistemas inteligentes de medição conectados à internet.

A solução AgroMobility é composta por pequenas Estações Móveis facilmente engatáveis, configuráveis e transportáveis para qualquer ponto da propriedade. Com ela o produtor rural tem controle da produção e do desempenho de seus equipamentos em tempo real através das tecnologias Wi-Fi e LoRA, integradas pela TecExpert.

“O aumento contínuo da população mundial exige níveis de produção agrícola cada vez mais elevados, tornando a alta tecnologia um componente essencial para acompanhar este processo e manter a competitividade”, destaca Ricardo Oliveira, Diretor Comercial da TecExpert. “Desenvolvemos a solução AgroMobility para criar uma conexão confiável e econômica entre os funcionários, maquinário e dispositivos inteligentes, viabilizando o acompanhamento integral da produção, levando em conta os desafios atuais enfrentados com a conectividade móvel no Brasil”, comenta Leonardo Slaviero, Fundador e Diretor de Tecnologia da TecExpert.

O AgroMobility adapta-se a diversas situações, com configurações que incluem Estação Móvel com Tecnologia Inteligente, Robusta e Simplificada (Wi-Fi e LoRA), Internet Banda Larga Via Satélite, Soluções IoT para Coleta de Dados e Estações Meteorológicas, Monitoramento e Suporte Técnico em Campo. Tudo com investimento mensal aproximado 40% menor que o de um colaborador dedicado.

Comunicação móvel

Durante o evento, a Rajant apresentará o portfólio completo da empresa para mobilidade, conectividade e coleta de dados para agricultura de precisão. Essa gama de produtos permite que os agricultores tenham melhor rendimento em todas as variáveis do processo produtivo, desde a preparação do solo, passando pelo posicionamento das sementes, controle de temperatura ambiente (em locais fechados) e até colheitas.

“Acreditamos que a nossa parceria para a participação em um evento desse porte é extremamente importante. Hoje, a agricultura representa grande parte o PIB brasileiro e é essencial que ela continue se modernizando para acompanhar o desenvolvimento de novas tecnologias que permitem o desenvolvimento do mercado como um todo. Por isso, investimos e acreditamos em soluções tecnológicas inovadoras que permitem melhores resultados e menor chance de erros”, Joeval Martins, Diretor de Vendas para a América Latina da Rajant Corporation.

Sobre a Tecexpert Brasil

A TecExpert Brasil oferece Assessoria e Consultoria em Soluções Tecnológicas e de Conectividade para o mercado B2B, focada em inovar, ampliar a eficiência operacional e produtividade. Sua equipe executiva é composta de profissionais com mais de 20 anos de experiência nos mercados de TI, Telecomunicações e AIDC, com atuação em empresas como Siemens, Ericsson, Nokia, Motorola Solutions, Datamax-O´Neil, Accenture, IBM e Zebra Technologies.

Entre os projetos de referência estão: Solução Wi-Fi nos Estádios da Copa do Mundo 2014; Solução Wi-Fi para Conferência das Nações Unidas – COP20 ONU 2014; Solução Wi-Fi no Sambódromo Rio de Janeiro 2016; Sistema de Telemetria e Comunicação Wireless para Mineradoras; Desenvolvimento de Projetos para Grandes Operadoras Celular; e Desenvolvimento de Produtos – com patentes depositadas.

A TecExpert Brasil é afiliada às principais entidades de referência do setor: GS1 Brasil, Fórum Brasileiro da Internet das Coisas, Bluetooth SIG, CWNP e ABINC.

Para mais informações, acesse: www.tecexpert.com.br

Contatos para imprensa:

TecExpert:
VID VOX Comunicações
Fernando Gaio
[email protected]
(11) 94580-7090

Rajant Brasil:
BOB Media
Raquel Camillo
[email protected]
(11) 4563-1357 | (11) 98341-0875

ABINC e CABASE assinam acordo de cooperação para integrar o sistema de IoT entre Brasil e Argentina

São Paulo (SP) – Para estimular e acelerar a evolução do uso da Internet das Coisas na América do Sul, a ABINC (Associação Brasileira de Internet das Coisas) e a CABASE (Câmara Argentina de Internet) assinaram um acordo de cooperação que visa estimular a troca de informações e integrar todo o ecossistema de IoT entre os dois países. A medida busca abrir o mercado para associados das duas entidades trocarem experiências no ambiente de desenvolvimento de software e hardware e, principalmente, no que tange a regulamentação do setor.

Para Flávio Maeda, Presidente da ABINC, o Brasil e a Argentina estão, inegavelmente, à frente do desenvolvimento de IoT na América do Sul: “Os dois países contam com associações fortes envolvidas em todas as fases do desenvolvimento da IoT. Como temos os mesmos desafios do mercado argentino em relação à regulamentação, políticas industriais e de importação, o trabalho conjunto das duas associações busca acelerar o processo de adoção da Internet das Coisas em todas as verticais, em especial na indústria, serviços e agricultura”, afirma.

Anthony Harris, Diretor Executivo da CABASE, considera o acordo de cooperação um importante passo para fortalecer a implantação da IoT na região ao “possibilitar a combinação dos avanços tecnológicos de Empresas de IoT brasileiras e argentinas”.

O acordo trará um grande apoio na abertura de mercado para os associados das duas instituições, ao promover a organização de visitas bilaterais para que se solidifique a relação entre as associações e seus associados. Os encontros estão previstos para acontecer ainda no primeiro semestre de 2019. “Esta parceria trará às empresas brasileiras de IoT associadas à ABINC o acesso a um mercado extremamente desenvolvido, principalmente na região da grande Buenos Aires”, destaca Flavio.

Executivos das duas entidades participam do IoT Evolution Expo

A sinergia entre a ABINC e a CABASE promete revolucionar a expansão da Internet das Coisas nos dois países. Maeda e Harris foram convidados a participar do painel “IoT e conectividade na América do Sul”, que acontece no dia 30 de janeiro durante a IoT Evolution Expo, em Fort Lauderdale, Florida (EUA). Eles vão falar sobre o boom da IoT nos países sul americanos, levando a experiência do Brasil e da Argentina sobre como as organizações vêm se preparando para contribuir com o mercado da Internet das Coisas.

Números da Internet das Coisas

A expectativa para o setor é de que até 2020 cerca de 25 bilhões de equipamentos estejam integrados a sistemas inteligentes em todo o mundo, atendendo 4 bilhões de pessoas conectadas em cerca de 25 milhões de aplicativos disponibilizando cerca de 50 trilhões GBs de dados. Por isso a IoT já é considerada a mais promissora plataforma de tecnologia do mundo e deve movimentar US$ 19 trilhões até a próxima década, segundo previsões da Cisco, líder mundial em TI e redes.

Deste montante, a América Latina será responsável por US$ 860 bilhões, sendo o Brasil o detentor de US$ 352 bilhões – US$ 70 bilhões por parte do setor público e US$ 282 bi do privado. Na sequência vem México, com US$ 197 bilhões, Argentina, com US$ 79 bilhões, e Colômbia, com US$ 64 bilhões.

Sobre a ABINC
A ABINC, Associação Brasileira de Internet das Coisas, foi fundada em dezembro de 2015 como uma organização sem fins lucrativos, por executivos e empreendedores do mercado de TI e Telecom. A ideia nasceu da necessidade de se criar uma entidade que fosse legítima e representativa, de âmbito nacional, e que nos permitisse atuar em todas as frentes do setor de Internet das Coisas.Tem como objetivo incentivar a troca de informações e fomentar a atividade comercial entre associados; promover atividade de pesquisa e desenvolvimento; atuar junto às autoridades governamentais envolvidas no âmbito da Internet das Coisas e representar e fazer as parcerias internacionais com entidades do setor.

Sobre a CABASE
Fundada em 1989, a CABASE, Câmara Argentina de Internet, reúne as organizações que fornecem serviços de acesso à internet , telefonia, soluções de datacenter, conteúdo online, entre outros. Na arena internacional, a CABASE é uma parceira fundadora do eCOM-LAC1 e do LACNIC. Além disso, mantém uma participação permanente e ativa nas principais organizações internacionais e fóruns relacionados à Internet e às TIC, como ICANN, a Cúpula Mundial da Sociedade da Informação, o Fórum de Governança da Internet e a Aliança Internacional dos ISPs.

Associado da ABINC tem como benefícios:

+ Preços promocionais nos eventos da associação;

+ Ter acesso às demandas e necessidades de IOT do mercado (empresas e governo);

+ Networking com todo o ecossistema de IOT ABINC;

+ Ter seus casos de sucesso em IOT divulgados para todo o mercado.

Quanto maior for a nossa comunidade, mais forte e representativo será o nosso setor. Participe!

Clique aqui e saiba mais.

Para mais informações, entrevistas e/ou ajuda com pautas sobre IoT, entre em contato:

Assessoria de Imprensa – Motim.cc

Bruno Lino – [email protected] – (11) 97442-4298
Silas Colombo – [email protected] – (11) 97442-4298