Artigos

Crimes digitais podem atingir a marca de US$ 20 BILHÕES até o final do ano

16/07/2021 às 10:30 • 1 min de leitura

O Brasil ultrapassou o número de 3,5 milhões de transações potencialmente fraudulentas no ano de 2020, tendo um valor de receita de aproximadamente R$ 3,6 bilhões, segundo dados da ClearSale, líder em soluções antifraudes.

Os dados do primeiro semestre de 2021, apontaram que as fraudes no comércio virtual não pararam de subir, tendo um de aumento de 15,6% em relação ao mesmo período no ano anterior. O indicador chegou a 1,9 milhão de ataques fraudulentos ainda no primeiro semestre, mostrando que o público mais afetado são pessoas de até 25 anos de idade e da região Sudeste do Brasil, conforme o Indicador de Tentativas de Fraude da Serasa Experian.

Dentre os principais setores afetados pelos ataques fraudulentos estão o varejo, com um aumento de 89,5% comparado ao mesmo período do ano anterior; os bancos e cartões que registraram 1,2 milhão de fraudes; compra de automóveis; abertura de empresas; e as telecomunicações, embora tenham marcado um declínio nas fraudes.

De janeiro até maio de 2021, os crimes de extorsão digital (ransomware) tiveram um crescimento de 116% comparado a 2020, o que prevê um prejuízo de US$ 20 bilhões até o final do ano. Compreende-se que os números alarmantes são decorrentes às brechas de segurança e a maior probabilidade de invasão utilizando técnicas avançadas que exploram o comportamento humano nas empresas, segundo a Associação Brasileira de Internet das Coisas (ABINC).

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Últimas Publicações

Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Política de Privacidade.
X