fbpx
ArtigosEm Destaque

IoT para monitorar a qualidade do serviço de abastecimento de água

Um estudo de caso na CAGEPA

Em uma das palestras da ABINC Summit, o público presente pode conhecer mais de perto o projeto da Companhia de Água e Esgotos da Paraíba – CAGEPA, que utiliza a internet das coisas (IoT) para monitorar a qualidade do serviço de abastecimento de água.

O case apresentado pelo Subgerente de Pesquisa em Tecnologia Aplicada, Altamar Alencar Cardoso, utiliza sensores para monitorar a pressão da água na rede de distribuição. Desta maneira é possível identificar rapidamente anomalias que podem acarretar vazamentos ou aumento da pressão, elevando assim o custo de energia.

Além da falta de água, problemas na rede de abastecimento podem ter consequências graves, podendo abrir crateras em ruas e afetar a estrutura de residências próximas. O monitoramento preciso da rede gera economia para a empresa responsável, assim como eleva a satisfação do cliente, que poderia ficar desabastecido por muito tempo.

O sistema criado pela CAGEPA utiliza dispositivos instalados em pontos estratégicos na rede de abastecimento, conectados a um servidor através de uma nuvem privada. As informações são enviadas para uma central responsável por analisar cada dado gerado.

Altamar revelou que, na nova fase de otimização, a companhia irá investir em inversores que serão aplicados direto na rede de distribuição para manter a pressão das válvulas controladoras. Isso porque, hoje, a empresa não possui atuadores diretos conectados integrados por IoT para manter a qualidade da pressão no sistema de abastecimento.

A apresentação do projeto no ABINC Summit compõe uma estratégia de dar visibilidade ao projeto desenvolvido na CAGEPA, tanto para o público externo quanto ao interno.

“Santo de casa não faz milagre, mas mostrar que a gente tem a solução para um problema real da empresa, que este problema é eminente e trazer para um evento como esse, aumenta a visibilidade dentro da empresa. Também aumenta o  interesse da alta gestão, possibilitando  maior investimento nessa área”, comentou.

Mesmo em um setor tradicional, a companhia de águas paraibana demonstra estar atentar as transformações na indústria,  se apropriando das tecnologias que compõe a 4º revolução industrial para se aproximar mais de seus clientes. Para o subgerente, as transformações no setor irão acontecer mais cedo ou mais tarde, através da própria CAGEPA ou de outra empresa.

“Nós estamos antenados às transformações na indústria, estamos apostando nisso e buscando criar esta cultura, como o Flavio (Maeda) falou: é evangelizar. A ABINC evangeliza de fora para dentro e a gente evangelizar de dentro para fora”, disse Altamar.

Vantagens da Gestão de Pressão

  • Redução do volume perdido em vazamentos;
  • Aumento da vida útil da infraestrutura;
  • Redução da frequência de novos rompimentos;
  • Redução do consumo.

Para Altamar, apresentar o projeto desenvolvido pela Companhia de Água e Esgotos da Paraíba em um evento que reuniu diversos atores no mercado industrial eleva a capacidade de atuação da empresa.

“Eu me senti muito horado, minha palestra foi após a da Volvo, Brastemp, empresas Startups da Califórnia. Trazer a CAGEPA para este contexto aqui, foi uma coisa emocionante e gratificante”, finalizou.

Companhia de Água e Esgotos da Paraíba atende 2,78 milhões de pessoas em todo o estado, sendo a 13ª em número de clientes. A empresa possui 5 mil quilômetros de rede para distribuição de água. São coletados pela rede de esgoto o volume de 45 mil m³ distribuídos em 119 redes para tratamento.

Associado da ABINC tem como benefícios:

+ Preços promocionais nos eventos da associação;

+ Ter acesso às demandas e necessidades de IOT do mercado (empresas e governo);

+ Networking com todo o ecossistema de IOT ABINC;

+ Ter seus casos de sucesso em IOT divulgados para todo o mercado.

Quanto maior for a nossa comunidade, mais forte e representativo será o nosso setor. Participe!

Clique aqui e saiba mais.

Tags
Mais