fbpx
Início Artigos Paulo Spacca fala sobre a IoT nos negócios no podcast GoEPIK

Paulo Spacca fala sobre a IoT nos negócios no podcast GoEPIK

Por Marcus Vinicius Rocha
0 comentário

Na última semana de junho, o presidente da Associação Brasileira de Internet das Coisas – ABINC, Paulo José Spaccaquerche, participou do Podcast GoEPIK discutindo a IoT nos negócios. Em um bate papo com Wellington Moscon, CEO e fundador da GoEPIK, Spacca, como é popularmente conhecido, tratou temas como cenário da IoT no Brasil, transformação nos negócios e como iniciar um projeto.

Ainda no início da conversa o presidente da ABINC aproveitou para esclarecer uma confusão ao tratar a IoT como uma tecnologia, quando na verdade ela é um ecossistema composto por dispositivos capazes de coletar dados e transmitir essas informações através de redes sem fios. É através deste ecossistema que gestores podem usar os dados colhidos para tornar o negócio mais eficiente.

Neste cenário de transformação digital do negócio, Spacca afirma que a indústria da manufatura é a que mais está evoluindo com a gestão dos dados. Na área farmacêutica sensores estão sendo utilizados para aferir a dosagem dos medicamentos dentro dos parâmetros estabelecidos. A mobilidade urbana também se beneficia da internet das coisas. Nos grandes centros ocorreu um bum na disponibilidade de bicicletas e patinetes compartilháveis, utilizando formas de pagamento jamais vistas. Spacca é enfático ao dizer que: “isso é IoT”.

No Brasil, o ecossistema está ganhando força e influenciando de maneira positiva os negócios. Os gestores estão encarando a IoT como uma necessidade para melhorar a produtividade e principalmente para tornar as startups mais competitivas no mercado, mesmo contra as grandes empresas. E como alcançar esses objetivos? É claro que sozinha nenhuma ferramenta poderá garantir bons resultados para o negócio. Portanto, cabe ao empreendedor olhar para o seu negócio de maneira mais profunda, para assim, desenvolver as estratégias corretas.

A IoT será fundamental para indicar os pontos a serem melhorados na sua atividade, mas cabe a você enxergar onde ela poderá ser melhor empregada. Para Spacca, o gestor será capaz de elaborar uma boa estratégia para melhorar o seu negócio com a IoT se ele puder: primeiro, entender o seu negócio; pensar fora da caixa; como você enxerga a sua empresa?; o que faz para ser eficiente; o que pode fazer de diferente no seu negócio.

“É fundamental ter a cabeça aberta para fazer parcerias. Provavelmente você vai ter que falar com o seu concorrente, trocar ideia com ele, o caminho é por aí. É, está competindo, mas está cooperando. Como é que eu ajudo meu fornecedor para que ele seja mais eficiente para melhorar a minha eficiência e todo mundo sair ganhando?”, comentou.

O presidente da ABINC também ressalta que para iniciar um projeto com IoT não é preciso um começar grande. Também, nas palavras de Spacca – “Não espere para tentar fazer o ótimo, porque o ótimo é inimigo do bom” – Comece com um projeto pequeno, em uma das áreas da empresa. De preferência aquela onde há mais necessidade de melhorias. É possível instalar sensores em máquinas antigas, sem a necessidade de substituição dos ativos. Novas tecnologias estão sendo agregadas ao conceito de Indústria 4.0, ou 4ª Revolução Industrial. O blockchain, já conhecido para dar mais segurança às transações de criptomoedas e que aos poucos também está sendo adotado pelas indústrias, ganhou uma versão menor, própria para o ecossistema de IoT.  A IOTA, um tipo de criptomoeda, utiliza algoritmos diferentes da tecnologia tradicional para garantir dados de pequenos volumes.

Escute o episódio completo abaixo.

Você também pode gostar desses...

Deixe um comentário

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Ao clicar em "Aceito", você concorda com o nosso uso dos cookies e tecnologias similares. Aceito Leia Mais

Política de Privacidade e Cookies