fbpx
ArtigosEm Destaque

Wearables: expansão de um mercado milionário através da IoT

O futuro chegou! Talvez você não tenha percebido, mas hoje vivemos cercados por sistemas tecnológicos comunicando entre si de maneira autônoma enquanto você segue suas rotinas de trabalho ou lazer.

Os dispositivos inteligentes estão em todos os lugares, nas empresas, nas fábricas, nas ruas, nos carros, nas casas e até mesmo no corpo de muitas pessoas. Pois é, diversos dispositivos conectáveis e vestíveis infiltraram-se no mercado disfarçados como objetos comuns do nosso dia a dia e por isso, os gadgets super tecnológicos conquistaram consumidores em todo mundo.

Os wearables são dispositivos inteligentes com capacidade de comunicação com outros aparelhos através de uma rede sem fio low power. Os mais comuns no mercado são: relógios, pulseiras, fones de ouvido, óculos, anéis e muitos outros.

Além de bonitos e discretos os dispositivos contribuem em diversas atividades. Relógios ou pulseiras inteligentes, por exemplo, são ótimos parceiros para o registro de atividades físicas, monitorando o desempenho nos exercícios, mapeando a distância percorrida e monitorando os batimentos cardíacos.

Além do registro da atividade física, alguns dispositivos também têm como funcionalidades o aviso de mensagens, e-mails, atualização de redes sociais, ligações, previsão do tempo, monitoramento do sono e sistema de pagamento por aproximação.

A maioria dos dispositivos necessitam da proximidade de um smartphone para o registro de dados, mas alguns podem funcionar de maneira totalmente autônoma. A variedade de funções, além do modelo e marca do produto reflete diretamente no preço, que pode variar entre R$ 200 e R$ 8.000.

Uma particularidade desta tecnologia é que mesmo os produtos com valores mais acessíveis podem oferecer qualidade e funcionalidade semelhante àquelas linhas com valores mais elevados.

Não é apenas o entretenimento que se beneficia com as aplicações dos wearables. Setores de tecnologia ligados à medicina viram nos dispositivos inteligentes vestíveis um grande aliado para o monitoramento de pacientes, principalmente àqueles que continuam o tratamento em casa.

Os idosos são os principais beneficiados, já que muitos preferem continuar no conforto de suas casas. Os dispositivos enviam para um sistema dados sobre batimentos cardíacos, pulso e pressão sanguínea dos pacientes, deixando seus médicos informados o tempo todo.

Outro grande aliado para saúde e bem estar dos idosos é o Apple Watch. As últimas versões do relógio inteligente da gigante americana possui recursos de saúde para detectar acidentes. O dispositivo utiliza um acelerômetro e um giroscópio, que mede até 32g de força, junto com alguns algoritmos personalizados, para identificar quando ocorre uma queda brusca.

Ao identificar o acidente o relógio inteligente envia ao usuário um alerta que pode ser dispensado ou usado para iniciar uma chamada para o serviço de emergência. Ainda, caso o Apple Watch sinta imobilidade por 60 segundos após a notificação, ele automaticamente chama o serviço de emergência e envia uma mensagem com a localização do usuário.

Descrito como um guardião inteligente para a saúde, o relógio também conta com um sensor de frequência cardíaca que pode fazer um eletrocardiograma usando um novo aplicativo de ECG. O aplicativo pode classificar se o coração está batendo em um padrão normal ou se há sinais de fibrilação atrial. Todas as gravações são armazenadas no aplicativo Health em um arquivo que pode ser compartilhado com os médicos.

Sem sobra de dúvidas este é um mercado em crescimento. Previsões da consultoria Gartner estimam que o mercado global de dispositivos wearables valerá mais de 80 bilhões de dólares em 2022. Para o mercado nacional, o Instituto IDC Brasil projeta um crescimento de 91% em 2019, quando comparado com o ano anterior. Estima-se um volume de vendas de 461,7 mil unidades.

O mercado de dispositivos vestíveis não cresce apenas em vendas, mas também em variedade. As últimas novidades projetadas são peças de roupa inteligentes. A jaqueta e cachecol smart projetados pela chinesa Xiaomi aquecem o usuário quando a temperatura fica mais baixa, utilizando um power bank para aumentar a temperatura da peça.

Outra novidade surpreendente entre os wearables foi lançada recentemente pelo Vaticano. O eRosary é um rosário inteligente criado para contribuir com o hábito de rezar todos os dias pela paz mundial. Acionado através do sinal da cruz, o wearables possui diferentes rosários, além de registrar o progresso de oração e informar a quantidade de rosários concluídos.

E a soa empresa, está desenvolvendo alguma solução no mercado de wearables? Conte para gente nos comentários abaixo!

Associado da ABINC tem como benefícios:

+ Preços promocionais nos eventos da associação;

+ Ter acesso às demandas e necessidades de IOT do mercado (empresas e governo);

+ Networking com todo o ecossistema de IOT ABINC;

+ Ter seus casos de sucesso em IOT divulgados para todo o mercado.

Quanto maior for a nossa comunidade, mais forte e representativo será o nosso setor. Participe!

Clique aqui e saiba mais.

Referências: ComputerWorld, Tech Tudo, Tecmundo, Pequenas Empresas & Grandes Negócios

Tags
Mais